BEDA #18 - Resenha - Lápis de cor Norma

Finalmente, depois de muito tempo afastada dos lápis de cor por motivos de falta de tempo, estou retornando aos coloridos, e junto com isso, às resenhas e comparações de lápis de cor e outros materiais de colorir.


Hoje falarei um pouco sobre os lápis da marca Norma. Difíceis de encontrar em algumas cidades, há boatos de que a fábrica que os produzia fechou e agora para conseguir só em lojas com estoques antigos ou importando (o que, consequentemente, faz com que fiquem mais caros).



O preço está na média de um bom produto de linha escolar, comparável a marcas como Faber Castell ou Staedtler (apesar de muita gente não gostar dessa última): cerca de R$40,00 a caixa com 36 cores, mas há variações, principalmente em lojas com estoque antigo e pouca procura.

Na caixa encontramos algumas informações importantes sobre o produto e decisivas para a compra, mas há algumas coisas que só percebemos com o uso.


Ponta mais grossa: Essa linha de lápis apresenta mina com 4mm de diâmetro, enquanto na maioria das linhas escolares é de cerca de 3,3mm. Isso faz com que haja menos marcas no preenchimento de espaços maiores e menos quebra de pontas, porém para pequenos espaços pode ser necessário apontar o lápis várias vezes. No final das contas, o rendimento acaba sendo comparável a outras marcas.


Cores metálicas: A caixa é vendida com 4 cores metálicas, Dourado, Prata, Azul Metálico e Violeta Metálico, porém o efeito é muito sutil. Há pouco de metálico nesses lápis, mas pelo menos a maciez não foi afetada como acontece em algumas marcas.


Mistura de cores: A informação presente na embalagem diz que a mistura de cores é fácil, porém na realidade não é o que acontece. Se o espaço já estiver totalmente preenchido com uma cor, dificilmente outra cor passada por cima terá algum efeito. Para fazer a mistura é necessário várias camadas extremamente leves das duas (ou mais) cores que devem ser misturadas, tomando assim um tempo e trabalho a mais. Vale ressaltar que essa opinião é pessoal e foi formada comparando-se a miscigenação de cores em outras marcas de lápis, onde uma camada de cada uma das cores já era suficiente para produzir um efeito satisfatório.


Macio para apontar (acompanha apontador): O lápis de cor Norma é muito fácil de ser apontado. Um apontador da marca acompanha a caixa de lápis, o que considero extremamente importante nesse caso já que os lápis possuem um diâmetro levemente maior que os demais e acabam prendendo para apontar em apontadores de outras marcas (não é impossível de apontar em outro apontador, mas requer um esforço a mais).


Cobertura: possuem boa cobertura, sendo que com poucas passadas já obtém-se um bom efeito. Como a ponta é mais grossa são ótimos para fazer degradês, mas a cobertura em “cores sólidas” também não deixa a desejar, sendo compacta sem apresentar pontos brancos ou riscos provenientes da própria mina do lápis.


Identificação das cores: uma das características que eu mais gosto nesses lápis é que a cor é devidamente identificada em cada um deles: através de um número sequencial e do nome escrito em português, espanhol e inglês no corpo do lápis. Infelizmente não há uma tabela de cores na caixa, mas a informação constante dos próprios lápis é mais útil e acaba suprimindo essa falha, que só considero indispensável no momento da compra caso a caixa não possa ser aberta.



Pigmentação e fidelidade das cores: Quanto a pigmentação não tenho do que reclamar. As cores são fortes e vibrantes e são transferidas facilmente para o papel. Entretanto, quanto a fidelidade a história é outra. Apesar do corpo de vários lápis ser pintado em tons escuros, a mina não possui a cor informada. Basta observar que a cor Oliva é na verdade um amarelo queimado, e há 2 lápis Verdes praticamente iguais "por fora" mas muito diferente na cor real da mina...



Resultado final: São lápis bons, valem seu preço e são extremamente confortáveis para colorir, especialmente áreas grandes, mas não é uma marca que se satisfaz sozinha, sendo importante ter outra(s) caixa(s) de lápis de cor de outra(s) marca(s) para obter uma paleta de cores completa, especialmente no que se refere às cores escuras.





2 comentários

  1. Parabéns Diovana! A avaliação ficou completa.

    Mooooorro de vontade de testar esses lápis, mas como a maioria das pessoas, nunca encontrei para comprar, e encomendar às vezes não compensa ($$$) então, vamos seguindo em frente.

    Agora quero ver um teste com eles, um desenho! kkk

    Ainda pretendo fazer uma especie de guia para quem gosta de lápis de cor e uma das dicas que pretendo dar é justamente essa; trabalhe com camadas suaves de cor, não aplique força, por que depois não vai poder aplicar nenhuma cor por cima. É a melhor forma de utilizar lápis de cor escolar, mesmo sendo a mais lenta.

    Agora, se puder, seja legal com seus lápis e utilize estilete, apontador danifica não só a madeira, mas a mina e isso dói no bolso e no coração. – Experiência própria.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!

      realmente, encomendar pela internet na maioria das vezes não compensa mesmo, tem várias coisas que eu gostaria de testar mas ainda não tive coragem de comprar por causa do frete...

      O desenho é mais complicado, mas quem sabe um dia hahaha

      A dica das camadas é muito boa, eu até tento fazer isso mas me falta um pouco de paciência... sou ansiosa e acabo querendo ver tudo colorido logo, aí já viu, né...
      Mas a questão do estilete já está em andamento... pelo menos com algumas marcas de lápis que eu tenho mais problemas para apontar. Como a Norma sempre apontou muito bem com o apontador que veio, nem tentei usar estilete neles...

      Adoraria ver seu guia sobre lápis de cor. Pelo que eu já vi em seu blog,tenho certeza que terá muitas dicas úteis!

      Abraço

      Excluir

Deixe seu comentário!

Topo